Festa e conflito: d. Antônio e a Questão de Nazaré

325
Festa e conflito: d. Antônio e a Questão de Nazaré
Patrícia Carvalho Santório Monnerat

Este estudo pretende analisar a Questão de Nazaré ocorrida na província do Pará em 1877 e 1878. Mas, como um de seus objetivos é compreender este conflito local relacionado à Questão Religiosa nacional anterior, optou-se, inicialmente, por ressaltar as principais características do Estado Imperial e da Igreja Católica no século XIX; por examinar alguns aspectos da administração diocesana de d. Antônio de Macedo Costa; e por tentar compreender o que foi essa desavença, também denominada “questão dos Bispos”, ela própria. Em seguida, buscou-se demonstrar então que, a partir da atuação do bispo, o auge da Questão de Nazaré consistiu no questionamento, por parte das irmandades, das novas orientações adotadas pela Igreja Católica a partir do Concílio Vaticano I (1870), ao recusar a interferência de eclesiásticos em suas atividades tradicionais.

PDF

Projeto desenvolvido por